Header Ads

"Obras de ficção como Girls und Panzer deveriam ser banidas": diz jornalista da BBC em entrevista sobre pedofilia


Takeshi Nogami é o designer de personagens do anime Girls und Panzer eRecentemente ele postou no seu twitter a respeito de uma entrevista que teve com Stacey Dooley, jornalista da BBC UK. Um dos tópicos principais da entrevista era sobre a sexualização de crianças em seus trabalhos e como isso deveria ser banido
Durante a entrevista de quase 3 horas para o documentário de Stacey sobre a sexualização de crianças no Japão, Nogami e Stacey estiveram em dois lados diferente. Por um lado Nogami acredita que todos os humanos inerentemente possuem "desejos proibidos". Já o ponto de vista de Stacey é que os humanos não possuem tais desejos, mas que são corrompidos a terem tais pensamentos através de exposição da mídia de materiais como pedofilia.

Nogami ainda comenta que a posição de Stacey na entrevista parecia mais a de um assassino de Rei Hiroe, Black Lagoon, determinado a trazer justiça contra pedófilos e produtores de conteúdos do tipo. Ele também menciona como a justiça pode ser assustadora quando se manifesta em pessoas e os "infecta". Ele termina dizendo que esse assunto sequer deveria ser trazido a mesa enquanto coisas como pobreza ainda existirem no Reino Unido.

Stacey, por outro lado, ignora esse comentário e reafirma que para combater o abuso infantil, todas as obras de ficção como Girls und Panzer deveriam ser banidas.

Nogami, no entanto, insiste que legalizar esse tipo de ficção resulta em um índice mais baixo de crimes.

Nas últimas palavras de Stacey na entrevista, ela pergunta: "Por que vocês, japoneses, não fazem o mesmo que o Reino Unido?"

Nogami rebate: "Por que vocês, britânicos, não fazem o mesmo que o Japão? Já que somos mais civilizados e temos os menores índices de crimes? 

A entrevista de Stacey com Nogami faz parte de uma extensa pesquisa dela sobre a sexualização de crianças no Japão. Infelizmente o documentário completo é indisponível para visualização de pessoas que não residem no Reino Unido.

Muitos fãs de animes e japoneses já estão irritados com o documentário da BBC, pois sentem que é uma forçação de barra onde ocidentais tentam criar problemas que os japoneses não consideram ter.

Em 2016 houve um caso onde as Nações Unidas pedia que o Japão banisse mangás/animes/games onde se sexualizassem as mulheres, a representante do Instituto das mulheres no Japão respondeu as nações unidas com um ''Não'', pois para ela, eram só histórias de ficção que em nada influencia a vida real ou pessoas reais, ela disse que trabalha pelos direitos de mulheres de verdade, e não de pessoas que nem existem, e que banir esse tipo de mídia seria censurar a criatividade de várias mulheres que trabalham nesta indústria.

Como tudo mostra, os Japoneses não se importam com estas questões, para eles é apenas ficção, é apenas um mangá, um anime, um game e não precisa ser problematizado.

E você o acha esse tipo de anime influência as pessoas para cometerem esse tipo de abuso?

Via Você Sabia Anime

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.