Header Ads

Renee Ahdieh fala sobre sua nova duologia






A autora de A Fúria e a Aurora, publicado pela Globo Alt no Brasil, Renee Ahdieh, fala sobre sua nova duologia, mesmo em meio ao sucesso de sua duologia de estreia, cujo segundo livro foi lançado no início deste ano, isso não a impediu de escrever, como ela acaba de anunciar,  o título do primeiro livro será Flame in the Mist (Chama na Névoa, em tradução livre), onde ela fala sobre o folclore asiático com um pano de fundo no Japão. O site Bustle teve a chance de falar com ela sobre o próximo livro e do que se trata:




01. Flame in the Mist se passa em um cenário do Japão feudal. O que a atraiu nesta localização para uma nova história?

Minha mãe é de descendência asiática, e eu cresci na Coreia do Sul. Histórias extraídas do folclore asiático têm sido sempre muito amadas pela minha família e minha paixão por estes contos cresceu rapidamente devido a um ardente amor pelos filme de artes marciais de todos os tipos. A literatura e a história desta região do mundo se estende por milênios; quando criança, eu li contos de O Romance dos Três Reinos, e a história de um guerreiro que é uma menina que luta disfarçada sempre foi um favorito pessoal. Para não mencionar que Mulan é – na minha humilde opinião – a melhor heroína da Disney até hoje! Quando se trata de história japonesa, a era dos samurais cativou minha atenção logo no início, e logo reconheci o paralelo entre o ideal ocidental de um cavaleiro. Esta história é basicamente todas as coisas que eu amei sobre minha infância, em uma só!

02. Os leitores foram grandes fãs de Shazi, de A Fúria e a Aurora. O que você pode dizer a todos sobre o seu novo (a) herói ou heroína nessa nova duologia?

Shazi será sempre próxima e querida no meu coração! Mariko, a heroína de Flame in the Mist, é definitivamente diferente de Shazi, e ainda defende uma força e uma vontade própria. Eu realmente sinto como se Shazi pudesse ser uma grande amiga de Mariko. Mariko é calculista e inteligente – uma inventora e inovadora. Enquanto Shazi atira-se em uma briga sem hesitação, Mariko seria o tipo que escolhe cuidadosamente uma fraqueza e a explora, tudo antes de fazer um único movimento. Vamos apenas dizer que eu não gostaria de desafiar Hattori Mariko para um jogo de xadrez !

03. Qual foi a sua parte favorita de escrever Flame in the Mist?

Eu amo esta pergunta! Para mim, a minha parte favorita de escrever qualquer história é me apaixonar pelos meus personagens. É o momento em que eu realmente me sinto como se eu entendesse suas histórias e não posso esperar para colocar as suas perspectivas sobre a página. Mas, honestamente, eu amo mais escrever cenas de luta e cenas de beijo. Felizmente eu tenho que fazer um monte disso em Flame in the Mist.

04. O que você espera que os leitores sintam ao ler sua nova duologia ? O que você está mais animada para compartilhar com eles?

Principalmente eu espero que os leitores se apaixonem por esses novos personagens como eu me apaixonei. Mariko foi uma personagem tão divertida de escrever, e eu tinha um tempo imensamente bom na criação de folhas da sua personalidade, especialmente com todos os meninos que ela encontra. Acho que todo escritor espera transmitir emoções distintas para suas/seus leitores, e eu sempre espero que meus leitores se transportem para um tempo e lugar diferente, não importa que tipo de livro eu escrevo.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.